Antevisão da Época 2018/19 da Premier League

A maior liga do mundo retorna já no próximo 10 de Agosto, com o pontapé de saída na temporada da Premier League. Se espera outra excitante e altamente competitiva campanha na Premier League, e o Especialista Infogol faz uso dos dados de gols esperados (xG) para prever a nova época e gerar as melhores apostas.

Recapitulando os Gols Esperados (xG) 

Os Gols esperados (xG) quantificam a qualidade de qualquer chance de gol, oferecendo a cada chance uma probabilidade de obtenção de gol. Quanto maior essa probabilidade, maior a chance. Os dados xG nos fornecem um olhar mais descritivo a cada jogo ou a um período maior de tempo, nos auxiliando a dar uma visão mais pormenorizada daquilo que podem ser as atuações futuras dos times.

Qual a probabilidade das equipes continuarem replicando a sua forma atual? Estará o time a jogar acima das expetativas, ou abaixo delas? xG pode nos ajudar a responder a essas questões difíceis.

Para mais detalhada informação, visite nosso artigo de Introdução – Expetativa de Gols.

Como foi no ano anterior?

Na última época tivemos vários recordes batidos na Premier League e de variadas formas diferentes.

O Manchester City estabeleceu recordes para o maior número de vitórias em sucessão (18) e de pontos somados numa só temporada (100) na sua caminhada para o título, enquanto Mohamed Salah quebrou o recorde para mais golos numa época de 38 rodadas (32). 

O Manchester United acabou sendo o rival mais próximo, porém terminando em segundo muito distanciado, concluindo a campanha com menos 19 pontos que o rival da cidade, enquanto Tottenham e Liverpool completaram o restante do top-4 da tabela.

Infogol 2017/18 Premier League xG tableTabela de Gols Esperados do Infogol da Premier League 2017/18

O Burnley causou a maior surpresa da época, contrariando a expetativa de poder ser relegado e terminando na sétima colocação, se qualificando para a Europa. West Brom, Stoke e Swansea foram relegados, porém somente Swansea e Stoke justificaram esse destino com base em suas atuações.

Uma visão mais detalhada para a campanha 2017/18 pode se encontrar em nossa Revisão da Época 2017/18.  

Quais as previsões para a nova campanha?

No topo da tabela

Conforme vem sendo comum na Premier League, o título e a corrida pelo top-4 deve ficar entre o conhecido ‘top seis’. Manchester City, Manchester United, Tottenham, Liverpool, Chelsea e Arsenal estão todos muito acima dos restantes times da liga, e se espera que isso se mantenha uma realidade neste ano.

O Manchester City foi muito destacadamente o melhor time na liga na última época, gerando o maior número de xG (88.1) e concedendo o menor número (27.8) na sua caminhada para um impressionante diferencial de gols positivos (xGD) de 60.3.

Isto representa uma média de 1.58 xGD a cada partida, mostrando o modo como o time de Pep Guardiola foi tão superior na época passada. Para apreensão do grupo de concorrentes mais próximos, eles só se tornarão mais fortes com o retorno de Benjamin Mendy, um Aymeric Laporte mais adaptado e a chegada de Riyad Mahrez. 

Mahrez, vencedor da Premier League 2015/16 com o Leicester, operou a mudança para o City após mais uma temporada sólida pelo Leicester onde voltou a se mostrar um jogador crucial, contribuindo com 14.6 xGI para os Foxes.

Riyad Mahrez in action for City

Seus dados de xG do ano passado acabaram sendo melhores que aqueles apresentados por Leroy Sane, enquanto Raheem Sterling segue tendo seus críticos, portanto ambos poderão ter séria competição pelo lugar – o que pode acabar aumentando ainda mais o nível de suas atuações.

Se torna difícil olhar para além dos recordistas de Guardiola para vencerem novamente o título, porém se espera que a época seja um pouco mais renhida em termos de pontos, já que é improvável que o City quebre a barreira dos 100 pontos novamente.

Todos os restantes times do top-6 precisam trabalhar muito se quiserem entrar na corrida ao título este ano, mas três têm chances irrealistas de levantarem o troféu neste ano.

Manchester United, Chelsea e Arsenal são os três que esperamos poderem perder o ritmo da frente mais precocemente.

O time de José Mourinho terminou na segunda colocação no último ano, porém foi muito afortunado em terminar tão acima na tabela, com seu sistema sendo muito fraco para os jogadores que tinha à disposição – efeito Mourinho? Eles tiveram média de somente 0.35 xGD a cada partida, o mais baixo do top-6 por alguma margem.

A pré-temporada vem sendo um desastre para o United, com Mourinho se enervando com toda a gente e deixando muitos supondo que esse poderá ser o começo de sua habitual terceira época de quebra.

Manchester United's ten-game rolling expected goal average: Blue is xG for, Orange is xG againstMédia de gols esperados em sucessões de 10-partidas do Manchester United: Azul é xG a favor, Laranja é xG contra

Podendo ou não conseguir algumas contratações para seu elenco, se o Manchester United quiser terminar no top quatro essa temporada, eles precisam melhorar seu processo de jogo.

Conforme pode se comprovar na imagem acima mostrando a média de xG do Manchester United a cada 10 partidas, não há muito separando seu ataque (azul) de sua defesa (laranja). Este é um processo de jogo de um time de meio da tabela, o que é naturalmente preocupante para o torcedor dos Red Devils.

Eles podem acabar vítimas das táticas negativas de Mourinho, e parecem a bom preço para terminarem fora do top quatro.

O Arsenal inicia uma nova fase sob o comando de Unai Emry, que toma o lugar de Arsene Wenger. Ele irá trazer um estilo pragmático de jogo para o Emirates, algo que muitos acreditam vir faltando ao Arsenal nos últimos anos.

Ele terá um duro trabalho pela frente para tornar os Gunners em candidatos ao título, porém terminar no top quatro parece possível, tendo em conta que não ficaram longe no último ano de acordo com os dados de gols esperados. A defesa é onde ele precisa melhorar realmente, já que eles concederam o maior número de xG dos times do top seis (51.6).

O Chelsea também inicia um novo ciclo sob o leme de Maurizio Sarri, que toma o lugar do compatriota italiano Antonio Conte em Stamford Bridge.

Ele chega em Londres com uma reputação de um estilo de cortar a respiração, com um futebol expansivo que acabou angariando muitos elogios de Pep Guardiola após o Manchester City se confrontar com o anterior time de Sarri, Nápoles, na Liga dos Campeões do último ano.

Eles, assim como o Arsenal, têm muito espaço para evoluir, porém será um choque se qualquer um deles acabar vencendo o título já este ano, mas têm boas chances de voltar a entrar no top quatro tendo em conta que o seu processo de jogo foi o quarto melhor da liga na época passada.

Os dois times que mais podem se aproximar do Manchester City são Liverpool e Tottenham.

Ambas as equipes vêm progredindo bastante nos últimos dois/três anos com técnicos exuberantes e de mentalidade atacante aos comandos.

A equipe de Mauricio Pochettino assegurou novamente um lugar no top quatro, e acabou como terceiro melhor time da liga na época passada. Eles estão deixando novamente seus negócios de transferência da pré-temporada para muito tarde, falhando na adição de elementos ao seu elenco até esse momento, algo que parece estar frustrando seu torcedor.

Se eles serão capazes de apanhar o City desta vez está ainda por se verificar, porém seu sistema foi bem superior ao de Arsenal, Chelsea e Manchester United na última época, portanto parecem bem colocados para terminarem novamente no top quatro.

O Liverpool vem sendo indicado por muitos como o mais sério rival do Manchester Ciy nessa nova época, e o Infogol concorda com isso.

Eles foram o segundo melhor time na liga na época passada com base nas atuações, gerando o segundo maior número de xG (79.8) e concedendo o segundo menor (38.3) – somente atrás do Manchester City em ambas.

Liverpool 10-game rolling xG averageMédia de gols esperados em sucessões de 10-partidas do Liverpool: Azul é xG a favor, Laranja é xG contra

De todos os times concorrendo com o City, o Liverpool é o time que mais se aproxima deles, como pode se verificar no gráfico acima – também é de notar o quão superior esta média é por comparação com o Manchester United.

Eles foram melhorando com o decorrer da campanha, com suas estatísticas defensivas (laranja) melhorando talvez devido à chegada de Virgil van Dijk. Suas aquisições de verão só vieram fortalecer um pouco mais o time.

A entrada de Alisson Becker vindo da Roma significa que Klopp tem agora um excelente goleiro à sua disposição, enquanto as entradas dos médios Fabinho e Naby Keita oferecem diferentes opções e adicionam força ao centro do terreno.

Eles parecem bem colocados para uma luta acérrima com o City esta época, sendo que o facto do Liverpool ser uma espécie de ‘besta negra’ do Manchester City também acaba ajudando, com eles vencendo três dos quatro confrontos entre eles na época passada.

O Liverpool pode se aproximar bastante, porém é difícil ver para além do Manchester City. Existe pouca valia em apostar no City para vencer o título a 1.62, e com o Liverpool se mostrando claramente a mais forte das restantes, uma aposta em straight forecast parece uma melhor solução. 

No fundo da tabela

Dos três times promovidos do Championship somente o Cardiff está entre os três favoritos ao rebaixamento.

O time de Neil Warnock contrariou as cotações para selar sua promoção, com poucos lhes atribuindo quaisquer chances no começo da última campanha. Porem, no final eles acabaram justificando a segunda colocação com base em suas atuações.

Promoted teams xG tableTabela de dados xG dos times promovidos do Championship

Seu recrutamento não vem sendo tão vistoso quanto dos seus companheiros de promoção, mas o consenso geral é que eles irão sofrer para lidar com a qualidade existente na Premier League, e provavelmente terão dificuldades para deixar sua marcar nas partidas devido ao seu estilo de jogo direto.

O modelo Infogol prevê vida difícil para eles, e se espera que acabem nas últimas três colocações da tabela, porém estão com preço demasiado curto para representarem valor.

O Huddersfield, assim como o Cardiff, surpreendeu a valer ao conseguir sobreviver na Premier League na época passada, porém de acordo com os dados de gols esperados eles foram muito afortunados em consegui-lo.

Eles foram o segundo pior time na liga na época passada, com seus principais problemas habitando no ataque, onde apresentaram o mais baixo total de xG em toda a divisão (34.6).

Uma média de 0.91 xG por partida é um total muito baixo que precisarão melhorar se quiserem permanecer mais um ano entre a elite, porém o modelo Infogol está sugerindo que será outra temporada difícil para o Huddersfield. 

O Crystal Palace não é esperado na luta contra o rebaixamento, assim como Leicester e Everton, porém o resto das equipes da liga precisam se agarrar bem antes de uma correria contra o abismo já que existe muito pouco separando os times.

Um time que vem em trajetória descendente ao longo dos últimos anos é o Bournemouth, embora seus resultados não o venham demonstrando.

Eles têm superado as expetativas de acordo com suas estatísticas nas duas últimas temporadas, e o time de Eddie Howe pode não ter sorte pela terceira vez em sucessão.

Na última campanha eles terminaram confortavelmente no meio da tabela (12º) após um começo lento de época, porém de acordo com suas atuação e pontos esperados (xPoints), eles acabaram sendo o quarto pior time na liga.

Bournemouth's 10-game rolling expected goal average: Blue is xG for, Orange is xG againstMédia de gols esperados em sucessões de 10-partidas do Bournemouth: Azul é xG a favor, Laranja é xG contra

Conforme pode se verificar no gráfico acima com ciclos de 10 partidas, embora o seu processo atacante (azul) acabasse melhorando gradualmente ao longo da época, o seu sistema defensivo (laranja) também foi piorando a cada dia.

Na fase final da época, eles estavam concedendo uma média de quase 2xG a cada partida, num registo com o qual não podem esperar vencer muitas partidas.

Assim, há trabalho para fazer para o Bournemouth, e embora tenham contratado alguns atletas, eles não fizeram o suficiente para pensarem que seu processo irá melhorar dramaticamente.

Portanto, se espera que o Bournemouth acabe se envolvendo na luta contra o rebaixamento nessa temporada, e com as casas de apostas os avaliando como somente sétimo favorito ao rebaixamento, os 5.50 disponibilizados representam grande apelo para aposta. 

Artilheiro 2018/19

O prêmio de Artilheiro da última época acabou nas mãos de Mohamed Salah após uma sensacional temporada onde acabou marcando 32 gols – um recorde numa só época de 38 partidas na história da Premier League.

O nível das atuações de Salah acabou surpreendendo quase todos, com muitos ainda pensando no jogador que havia sido contratado pelo Chelsea para depois acabar vendido.

Mas os £35 milhões despendidos pelo Liverpool para assegurar a sua contratação à Roma se provaram o melhor dos negócios da última época, já que ele auxiliou o time a terminar no top quatro da Liga e a chegar na Final da Liga dos Campeões.

Mohamed Salah

Como nos vamos acostumando, Harry Kane ficou mais uma vez perto do topo dos artilheiros. O atacante do Tottenham é atualmente um dos melhores avançados do planeta, e ele superou a marca dos 30 gols pela primeira vez em sua carreira.

Assim, não surpreende ver esses dois atletas novamente no topo das apostas tendo em conta a vantagem que acabaram tendo para toda a concorrência na época passada.

Kane é o favorito, porém a seleção de valor é definitivamente apostar em Salah para manter o troféu. Salah teve o mais elevado registo de xG a cada 90 minutos na liga na época passada (0.76), um pouco acima de Kane (0.74), e com o Liverpool esperando ter outra vez uma época recheada de gols, o ‘Egyptian King’ parece uma boa aposta.

Sugestões de Apostas

Manchester City 1º, Liverpool 2º – straight forecast @ 3.60

Manchester United para terminar fora do Top Quatro @ 3.30

Bournemouth para acabar rebaixado @ 5.50

Huddersfield para acabar rebaixado @ 2.10

Mohamed Salah para Artilheiro 2018/19 @ 6.50

 

Postagens recentes no blog